Adultos não choram

Foto de algum dia do ano de 2012. Sem lágrimas externas.

Foto de algum dia do ano de 2012. Sem lágrimas externas.

Carta escrita no dia 25 de junho de 2014.

Helena,

Faz alguns anos, estava vendo algum documentário na televisão, quando me deparei com uma informação fatídica sobre lágrimas. Esse fluído composto de água, sais mineiras, proteínas e gordura é uma resposta do corpo para a lubrificação e limpeza dos olhos. Porém, quando alguém chora e esse líquido escorre da alma, a ciência não pode explicar o porque exatamente.

Cada pesquisa tem sua lógica, desde que choramos como um instinto de que somos fracos e naquele momento precisamos de proteção, até como uma forma de expelir certas enzinas que nos causam mal estar, mas no fundo, ninguém sabe precisar porque essa reação acontece.

Durante minha vida toda, sempre ouvi “Não chore por quem não te merece” ou “Seja madura e não chore por nada”, por muitos anos isso realmente funcionou, engoli choro em momentos de humilhação e tristeza, não chorei por pessoas que haviam me feito mal e nem por um segundo me senti melhor com isso.

Adultos… adultos são idiotas, querida. Você será adulta, talvez quando ler isso, e não subestime seu poder de cometer erros. Idade, casa, carro, três cartões de crédito e vida sexual, não te deixa mais sábia. Talvez, o bom uso das lágrimas seja o fatídico sinal de sabedoria.

Esse último mês foi o meu mês das lágrimas, você ficou doente, eu fiquei doente, passamos por mil problemas e foram várias as vezes que me vi trancada no banheiro chorando. Naquele momento, me senti fraca, imatura e chorei por isso também. Espera-se que uma mãe, dona de casa, profissional e esposa, seja forte, firme e não chore por situações bobas, mas afinal, para quem são as lágrimas?

O problema de dirigir essa reação emocional do nosso corpo para uma pessoa específica, é que torna isso uma baita perda de tempo. Se for chorar, Helena, chore por você. Derrame cada lágrima necessária para desafogar, descomprimir e respirar. Não tenha vergonha de sentir, porque isso é o que nos torna vivos.

Vão te decepcionar, trair, julgar, ofender e magoar. É horrível escrever isso, porque algo em mim diz que devo te proteger de tudo isso, mas como te proteger de viver uma vida? Então, neste momento da minha vida, depois de tantas lágrimas e raivas por derrama-las, posso apenas te dizer: deixe ir.

Deixe que esse fluído composto sem explicação, derrame para fora de vocês aquilo que é irreparável, doloroso e implacável. Um dia, estas mesmas vão ser de alegria e será uma bela troca.

A força mais implacável que “adultos” encaram é ter que se relacionar com outros adultos. Todos cheios de opinião e orgulho, onde o prazer maior é apenas ir para casa com a convicção que está certo. Ninguém quer ser o errado e pedir desculpas, ninguém quer ser aquele que vai derramar as lágrimas, mesmo que seja necessário para o crescimento.

No fim, quando o momento chegar, irei ajuda-la a secar as suas, como fiz na última semana, como fiz quando você veio nos meus braços pela primeira vez. Um bebê desprotegido, com uma gota de lágrima no olho esquerdo, aprendendo aos poucos o que é essa grande e fantástica máquina que se chama vida.

Com amor,
Mamãe.

Anúncios

Um comentário sobre “Adultos não choram

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s